quarta-feira, 12 de maio de 2010

Viver na ilusão do tempo!

Existe um grande habito no ser humano, pedir ao tempo tudo a que não temos resposta. "Só o tempo dirá, com o tempo tudo se resolve, o tempo cura tudo." O tempo vira resposta para todas as incertezas de um futuro que não nos pertence, para um futuro que nem sabemos se a ele chegaremos.

Eu mesmo já vivi nessa ilusão. Crer que o tempo é a nossa "salvação" para o esquecimento é mais fácil de acreditar do que aceitar que o tempo nada cura - apenas faz atenuar as nossas incertezas. Porém, consegui-me aperceber, que o tempo não me consola, minha gente. A única certeza que tenho é que o tempo mata a cada segundo que respire. Cada dia vivido é um dia morrido.

Quantos dias preciso morrer para esquecer uma mágoa? Quantos dias preciso morrer para entender o que não entendo? Quantos dias a gente tem que morrer esperando que tudo melhore? Repito: O tempo não cura nada. O tempo só serve para enrugar a pele da gente, deixar-nos cada vez mais perto do limite da vida e deixar na memória tudo aquilo que por incompetência nossa, não apagou.

Lutar. Lutar para vencer todas as nossas dúvidas! Lutar para obtermos as respostas as nossas incertezas! Lutar para viver alegremente! Sorrir a cada dia, mesmo sabendo que estando caminhando para morte, fomos cada vez mais felizes - e se não o éramos, íamos ao seu encontro por mais ferozmente que fosse essa batalha!

2 comentários:

Sissym disse...

Não podemos pedir nada ao tempo, porque em certos casos o tempo depende de nós. A única coisa certa, que com o passar dos dias as feridas se cicatrizam, mas muitas jamais serão apagadas, por mais que esforcemos para tal.

Jackie Freitas disse...

Olá, amigo!
Muito bom o seu texto e parei para refletir sobre algumas partes... Acho que o tempo não pode ser o nosso amuleto da sorte mesmo! Porém, acredito que mesmo estando cada dia mais próxima da morte, ainda assim devo a ele (o tempo) a experiência e até o poder de concluir questões como essa. Todos caminhamos para a morte, mesmo que muitos não aceitem , mas essa é uma certeza clara. Eu acredito que exista uma passagem para uma outra vida, uma continuação (não em matéria, mas em espírito) e que de alguma forma, levaremos conosco as experiências que esse tempo de hoje nos proporcionou. Não é o tempo que apaga ou cura...ele avança e nos guia para uma outra etapa. Por isso, viver cada segundo desse tempo é fundamental.
Grande beijo, texto bastante reflexivo e com margens para muitos debates.
Jackie