quinta-feira, 27 de maio de 2010

Perder-te...

Uma dor de me fazer chorar por fora, mas por dentro uma outra tão forte a corroer... Eu, eternamente:

TE AMAREI

7 comentários:

Principe Encantado disse...

Que bom, lindo o amor amigo.
Abraços forte

MARIA COSTA disse...

Oii amigo
Perder um amor é duro mesmo, é bom só quando é eterno quando a gente ama e é amado.
Bjs

Cecília Avenca disse...

Oi,Joel...Existem duas dores de amor:
A primeira é quando tudo se acaba e a gente,
continua amando, tem que se acostumar com a ausência do outro,
com a sensação de perda, e com a falta de perspectiva,já que ainda estamos tão embrulhados na dor que não conseguimos ver mais nada.A segunda é a dor dor física da falta de beijos e abraços,
a dor de virar desimportante para o ser amado.
Mas, quando esta dor passa, começamos um outro ritual de despedida:
a dor de abandonar o amor que sentíamos.
A dor de esvaziar o coração, de remover a saudade, de ficar livre,
sem sentimento especial por aquela pessoa.
Enfim,eu sei do que estou falando.
Bjos

Leila disse...

Oi,

Perder alguém que a gente ama é muito doloroso. É desesperador. Mas o tempo cura esta dor.

bjs

Evoluimos? disse...

O vazio, a dor, o tempo,a perda,a saudade, são palavras que não gostamos que entrem nas nossas vidas com muita frequência. Porém ficam os bons momentos vividos, carinho compartilhado e a inevitável saudade.
Abraço amigo.

Sissym disse...

Somente o tempo é capaz de curar, mas nunca de apagar.

Jackie Freitas disse...

Oi meu amigo foffis!
Profundo isso, hein? Vê-se que essa alma apaixonada declara todos os seus sentimentos, com sinceridade e a pureza de quem verdadeiramente ama! Mas você está feliz ao lado da amada, querido! Está seguro agora!
Espero que esse amor seja maduro e crescente e que nunca precise sentir a dor da perda!
Grande beijo, amigo lindo!
Jackie