domingo, 30 de maio de 2010

Porquê ficar apenas pelas metades?

Porquê ficar apenas pelas metades?

Detesto ficar pela metade das coisas... Já repararam o que é só beber metade de uma cervejinha quando se tem uma inteira? Ou quando se tem uma sobremesa  deliciosa a ser saboriada e quando damos uma dentadinha alguém vem e roubam-na de nós? Fica-mos sempre com aquela sensação de insatisfação, um apetite de querer acabar o que se começou..

"O que será que as pessoas sentem por mim?" - Pensei eu hoje de tarde...

Olhar para dentro de nós e fazer uma análise de tudo o que somos nem sempre é o mais facil... por vezes nem nós próprios queremos saber o que somos, o que de errado fazemos e o porquê de o fazer.

Mas, afinal, querem saber a que conclusão cheguei eu? Então eu vos direi: As pessoas que me conhecem, ou muito me adoram, ou muito me odeiam...

Adorei... Sim, podem acreditar, que adorei esta conclusão... É que assim não sou pessoa de meio termo como se ficava pela cervejinha ou por aquela sobremesa deliciosa. Não sou uma pessoa com meio tempero. Ou me sentem como muito sal, ou como muito açucar...

Qual deles preferes sentir?

5 comentários:

Cecília Avenca disse...

JÔ,eu lhe conheci e muito lhe adoro...vc é muito especial e eu já lhe disse isso várias vezes.Quantos aos que não gostam de ti,só nos resta lamentar pois estão perdendo a oportunidade de ver que ser adorável és.
Bjos

Principe Encantado disse...

Amigo pessoas de meio de caminho devemos deixa-las de lado, pois não caminham e atrapalham aqueles que querem caminhar. Sou seu fã.
Abraços forte

Senhor da Vida disse...

E isso, nada pela metade, mas a metade me anima a completar ou a buscar o todo, entao nao se despreza,excelente texto.

Jackie Freitas disse...

Oi meu querido!
Foffis, somos inteiros! Não existe metade de nós! Qualquer coisa que seja partida, perde o seu sentido, a sua configuração. Tudo nesta vida é criado por inteiro e não seríamos nós diferentes! Quem gosta realmente de alguém é porque recebe o seu todo e não as suas partes. Fora isso não é gostar! E nesse caso, também prefiro que descartem qualquer metade, pois com certeza ela não me pertence! Quando me dou para alguém, me dou por completo...quem quiser assim, ótimo!
No seu caso, desde o início, te vi como um todo! Mente brilhante, sagaz, adorável e singular! Por isso você nunca poderá ser saboreado pela metade, meu adorado amigo!
Gosto muito de ti!
Grande beijo,
Jackie

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Adorei!