sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Por onda o krampus?




Tanta gente nesta época fala do senhor Papai Noel, mas nem prensar em prenunciar no magestroso Krampus...

Porque será???

Há ai muito filho da puta que nem lhe convém

domingo, 18 de dezembro de 2011

sábado, 26 de novembro de 2011

Quem será o verdadeiro anticristo?




Anticristo, serão eles os que contra o tal Deus pensam


Prefiro, porque não (?), chamar-lhes eu, de verdadeiro anticristo, os fanáticos evangélicos?!?!?!...  pois são tão deprimentes em suas atitudes que não se apercebem da palhaçada em que se tornaram!!!!

domingo, 20 de novembro de 2011

Comprei uma prenda....... pra mim mesmo :D

Antecipei-me e decidi comprar uma prenda de natal para mim mesmo...

iPhone 4s branco..... Ora digam lá que não tive bom gosto ^^


quarta-feira, 9 de novembro de 2011

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Por onde anda a tua criança?

Que essa criança viva dentro de cada um de nós; manifeste-se conscientemente nos nossos devaneios, desejos e principalmente em nossas emoções.


A felicidade nunca passará apenas pelas situações mais complexas da tua vida, mas pelas formas simples e desejosas que todos nós as temos. Saibamos ser maturamente ocasionalmente crianças... tamanha será a tua grandeza aos olhos dos quem invejam não ter essa criança neles! Como adoro invejosos! O prazer de superioridade satisfaz-me: "rebaixarem-se" perante a minha pessoa só mostra a pessoa diferente que sou, e a incapacidade desses anormais de viver!

Cabe a ti cultiva-la por toda vida

domingo, 30 de outubro de 2011

Ama la vita.......follemente!!!



Ama, ama follemente, ama la vita più che puoi e se ti dicono che è peccato, ama il tuo peccato e sarai innocente

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Liberdade!!!! E Vós?

Podemos, nós, obedecer aos demónios que sussurram ao nosso ouvido, incentivam nossas ambições e apoderem-se de nossos desejos?


O corpo ganha uma razão de ser quando o "coração" tem uma missão: Gozar, gozar e sempre gozar a vida assim como se ambiciona vivê-la.... Aiiiii tu liberdade que tanto me atiças a alma......!!!!!!

Ou por outro lado, devemos seguir um sádico poderoso e manipulador, com um tal interesse que exige adoração em troca de uma possível salvação.

LIBERDADE

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

sábado, 3 de setembro de 2011

Os fracos estão aí para justificar os fortes

"It's not your fault that you're always wrong (Não é sua culpa estar sempre errado)
The weak ones are there to justify the strong (Os fracos estão aí para justificar os fortes)"


Marilyn Manson

Como ele tem toda a razão! Não terei explicação possível para vos dar, o sentimento que nasce em mim, uma vez que, este verdadeira artista, sabe cativar todo o ser racional que ouve as suas músicas!

Fracos? Quem serão eles.... os que não se aguentam com 20 quilos em suas mãos? Duvido....
Serão aqueles cobardes que jamais serão capazes de aguentarem, suportarem e afirmarem o que realmente são?  Claramente..... Nem saber aproveitar uma vida o sabem..... São fracos naquilo que fazem! Ora bem, se assim posso eu chamar de viver!

Não precisamos ser doutores, engenheiros, economista, ou que curso tenha tirado, mas que saiba ser o que os outras não o sabem. E esse sim, esse é o verdadeiro artista na vida!

Que vivam os desiguais, pois só esses sabem o que é viver um mundo realmente, por vezes louco, mas diferente!

domingo, 21 de agosto de 2011

No mundo dos invejosos..... eu supero xD

Quantas não são as situações onde encontramos pessoas invejosas que, visto a sua futilidade perante os outros, os torna um "Zé Ninguém". Não se enxergam, não conseguem olhar-se ao espelho e serem capazes de verem que não é meter os outros para trás sairão vencedores, mas tendo a capacidade de nos superar naturalmente, mostrando a pessoa agradável que são!

Deverei eu preocupar-me com tal? Jamais..... Só valorizam a pessoa que sou! 

Ontem foi uma boa noite! Divertimos-nos, dançamos, bebemos, tirei belas fotos com aquelas três beldades, ofereci rosas, entre muitas coisas que não se podem dizer assim em público! :D

Romenas, lindas, de corpo.... bom, vós sabeis!! Mais oportunidades virão como as de ontem, mas jamais pretendo ter aqueles "estraga fodas" ao meu lado.

Assim que tiver as fotos em meu poder eu partilharei um bocadinho daqueles momentos xD (só para meter inveja ahahah)

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Adoro Pecar!!!! c(:

Sou do mundo e não sou Santo. 
Sou humano e adoro pecar.
Peco mas vivo no meu paraíso.



Sejamos autênticos..... Neste mundo só existirá um pecado: Insatisfação!  Pecar é desejar e não ser-se capaz ir de encontro à satisfação; é dissimular e martirizar-se pela encobrição da verdadeira vontade!


P.S: Eu adoro pecar e fazer alguém pecar, assim não corro o risco de ir para o inferno sozinho! hahahaha.

domingo, 14 de agosto de 2011

Será a arte ou a imbecilidade?


Neste actual contexto social em que presenciamos auto-atrocidades corriqueiras, o que caracteriza a nossa cultura de facto?Será a arte ou a imbecilidade? Realmente é subjectivo crer no poder da inocência. Não é completamente exacto, mas de facto, “ser-se” sem ao menos “entender”nossa paradoxal irreverência é no mínimo cruel.

Pasmo.....

A burrice me espanta....... 
A imitação onde o Homem apresenta a realidade do seu instinto em ser "só mais um", clarificam o seu carácter!!!!



INACREDITÁVEL
ESSA
CONDIÇÃO
HUMANA

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Fidelidade!

[Do lat. fidelitate.]
Substantivo feminino.

          ♦ Qualidade de fiel; lealdade.
        ♦ Constância, firmeza nas afeições, nos sentimentos; perseverança.
          ♦ Observância rigorosa da verdade; exactidão.

Quanto receio, ou, realmente seja medo, o sentimento que assombra ás pessoas que ouvem tal palavra. Convite, de tal gesto, que muitos rejeitam ou evitam em se cruzarem por breves instantes. Porquê? Será o ser humano um animal fraco de convicções e falsas expectativas? Acredito que sim...

Ser-se cobarde é sempre melhor: não será necessário o trabalho de mostrar tal prova. Não teremos de defender o que acreditamos, de defender a posição que assumimos, de expor de forma firme as nossas convicções, e ainda ter que lidar com a pressão imposta sobre os "ombros", de todos os actos feitos e não aceites.

Por outro ponto, o ser humano é pródigo a fazer promessas. Prometer é fácil! A fidelidade é uma promessa que se faz, muitas vezes levianamente e sem antever tais consequências, que como tal, é uma das promessas mais fáceis de serem quebradas. 

Será que nós não fomos feitos para sermos fiéis? Eu não tenho resposta para isso.

Li, e guardei uma história (faz dias a vi) que se enquadra perfeitamente neste seguimento.

"Todas as manhãs, a caminho do trabalho, João e seu amigo passavam pela banca de jornal do seu Joaquim. Ao pagar pelo seu jornal, João sempre agradecia com um sorriso nos lábios e desejava ao Sr. Joaquim um bom dia! Como resposta, recebia sempre o mesmo silêncio e a mesma carranca.
Certo dia, seu amigo lhe perguntou:
- João, por que você insiste em desejar bom dia ao seu Joaquim e tratá-lo de forma tão amável se ele é sempre grosseiro e sem educação? E então, sabiamente, João lhe respondeu:
- Simplesmente porque não quero que ele decida como eu devo agir!"

Por outro ponto, podemos ver que o João, não se deixava influenciar pela antipatia do Sr. Joaquim, que em nada agradecia o gesto de simpatia que por ele tinha todos os dias. Era fiel aos ensinamentos, as suas formas de ver e de como agir na vida: Ser amável com as pessoas, sejam elas as mais doces, como as mais amargas.

Poderei eu admirar e concordar com a atitude do João? Jamais poderia concordar com tal coisa, mas em nada me impede de admirar tal convicção e fidelidade.
O meu ser sempre se destingiu dos restantes. Caridades e amor desperdiçado nunca conjugaram bem comigo.

Não luto para gostarem de mim pelo que eu lhes dou mas pelo que sou;
Não sou e nem posso ser respeitador perante gentalha ignóbil e sem moral;
Não me ajoelho perante ninguém;
Gostem do meu ser pela minha espontaneidade, e não pela minha infidelidade de vos agradar!

Faz acontecer...
Que eu faço valer a pena!

sábado, 23 de julho de 2011

O teu retrato!



Por que tenho saudades tuas, no retrato, ainda que mesmo assim seja a mais recente? Talvez porque o retrato, já sem o enfeite das palavras, o sabor do momento, tal como o sentir da tua presença, tenha um ar de lembrança. Ou talvez porque todo retrato é uma retratação...

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Fácil definição, difícil compreensão


Hoje eu gosto de Preto. Tudo em mim me lembra o preto!

Mas já gostei de rosa, azul, verde, amarelo, branco, vermelho, laranja, cinza, só de cor chapada.... Já gostei só do escuro como passava a gostar do claro....

Amanhã posso gostar de tudo isso, ou não gostar de nada. Amanhã pode ser que eu nem enxergue cores, e tudo fique na maior escuridão!

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Os marretas da Internet

Ando aborrecido. Qualquer coisinha que me saia fora dos planos é motivo para me "criar alergia e espirrar"!

Mas como também não quero que espirrem por pouco, que não seja por perder tempo em ler como ando de humores, então vejamos....

Quantas pessoas têm a infeliz ideia de serem chatas? No trabalho, na escola, quando passeamos o cão, quando estamos num bar, etc etc...... e até mesmo quando dormimos uma cesta tem de haver alguém que nos vá estragar aquele sono maravilhoso.

Faltou numa parte em que me ia esquecendo de falar... a Internet! Focamos a atenção aqui. Teria uma basta gama de pessoas se dividirmos por categorias: blogueiros, negociantes, jogadores, desesperados a procura de companhia, etc etc.... mas que tal falar dos blogueiros? Gostei da ideia!!!

Sou apologista que um bom blog deve ser reconhecido como tal, mas vejamos que, para se o ter, o seu criador teve:
- Trabalho
- Bom gosto
- Dedicação
- Sabedoria
- Inteligência
- E mais uma seria de coisas que não me lembro mais (são 3 da manha... querem o quê?)

Mas nada também os impede de serem uns marretas... e marretas porquê?

Odeio quando me ajudam ou me adoçam a boca já com a intenção de serem retribuidos.... e neste espaço acontece imenso isso.

Querem exemplos?
- As pessoas que nos seguem e fazem questão de nos informar e pedir que façamos o mesmo com elas;
- Que deixam um comentário e no fundo o endereço do seu blog - afinal, essas pessoas gostaram do que leram, ou vão la apenas para angariar mais seguidores?;
- Se estão inscritos em redes de divulgação, então aí fedeu... é mensagens para ir ver o seu blog e a sua noticia publicada a 10 segundos atrás, é pedidos para votarem naquela notícia enviada ainda fresquinha e acabadinha de chegar a quem a quiser ler (essas pessoas quase que nos obrigam), é a criação de textos elogiando uns e outros a procura de se auto-promover (o mais interessante é que nunca fazem isso entre pessoas que não são populares na rede, mas escrevem para aqueles usuários top).... enfim, fazem uma ginástica para receberem um pouco mais de atenção.
- As amizades que se fazem dentro da rede.... a maior parte só luta por um fim: usar e abusar daqueles que chamam de amigos para alcançarem os seus objectivos. Mas que se dane tudo mesmo.... Estão abusando uns dos outros.... a farinha é toda do mesmo saco!

Caramba, se o blog for bom, ele será reconhecido e visitado; por consequência, o blog só será interessante se o escritor não ficar atrás (aliás, é o escritor que cria o blog e não o contrário). Porquê ficar na obrigação de seguir este ou aquele porque fez exactamente o mesmo com nós? Olharam essas pessoas à qualidade que sentiram quando o visitaram, ou à divida pessoal se não retribuíssem o favor que lhes foi dado? Estou farto de me torturarem e martelarem tanto na cabeça com essas porcarias. Que me interessa a mim que me venham dizer que escreveram isto ou aquilo? O texto não foi publicado para todos os que quisessem lerem? Se eu me interessar por ler não sei que passos tomar?

Quase finalizando, mesmo havendo muito mais para rabiscar, mas como não podia deixar de dar este conselho, que ao fim de lerem este texto, se vos serviu a carapuça, que metam um lenço a frente da boca para não contaminarem os demais!

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Epifania do dia

Já te encontras-te com pessoas de muito tempo atrás e  que tenha ficado aquela estranha sensação no estômago de que para eles, aqueles sentimentos passados, não importam mais? Talvez o passado só tenha valor no dia em que foi presente...

sábado, 7 de maio de 2011

5 anos após a tua partida meu irmão!


Hoje estou de rastos...
as lágrimas teimam em cair pelo meu rosto.

Estou perdido nos meus pensamentos sem saber o que dizer. Neste momento as palavras fogem-me da mente. Tu partis-te e deixaste-nos sós. Num minuto apenas tudo mudou: o coração parou, o corpo tremendo esfriou, as lágrimas começaram a correr pelos nossos rostos, e sobre tudo, o desespero de saber que tinhas partido, tudo parecia irreal, um pesadelo que não queríamos acreditar mesmo sabendo que era verdade, que não passava de um pesadelo.

Tentei manter a calma. Só eu sei o esforço que fiz em conter-me para não fazer uma loucura na hora dessa horrorosa noticia. A minha cabeça parecia "explodir" de tantos questionamentos que se iam passando pela cabeça. "Porque ele?", "porquê tão cedo?", porquê dessa forma?", "porquê que tinha de acontecer logo a nós, à nossa família? [sempre pensamos que as coisas só acontecem aos outros, mas esquecemo-nos que os outros somos nós]", toda uma série de perguntas surgem numa fracção de segundos.

Um breve e grande enterro da alma! Não é possível escrever com exatidão todo o cenário decorrido durante os dois primeiros dias após a tua morte. O momento foi de silêncio e enorme tristeza! Faltam as palavras, ou talvez, elas nem sequer existam, para dizer o que tão profundamente se sente. Sei que foram dias dolorosos, dias de luto por todos os que te amavam. Parte do meu coração foi enterrado junto a ti; vi-te a ir para a terra e as lágrimas nesse momento explodira dos meus olhos como nunca antes tivera saído. Saía de mim um sentimento de inconformidade de nem sequer tivera tempo de te dizer adeus! Só depois, já no teu rosto, incrivelmente gelado deixei-te um monte de beijos, beijos esses que nunca te tivera dado com tanta ternura.

Toda esta mistura de sensações é algo indescritível, algo que não tem uma definição lógica do que se sente. É como se a vida acabasse naquele preciso momento, pois a morte de alguém que a gente tanto ama mata uma parte do nosso coração. Sempre tentamos buscar de alguma forma uma explicação, do "porquê?" mesmo sabendo que tudo não terá uma resposta: aconteceu porque aconteceu, ninguém podia impedir que o acontecesse nem ninguém sabia o que estava para vir - é o viver da vida que por vezes nos trama. Julgamos nós na altura, que essa dor e essa sensação de perda nos causa é intolerável.

Já foste, a vida continuou e ambos não pudemos concretizar os nossos desejos. Todos nós temos de partir e tu, meu irmão, partis-te mais cedo que nunca! Todos os momentos partilhados, todos abraços, todos os sorrisos, toda uma vida passada quase durante 22 anos, são marcas que nunca ninguém poderá esquecer! Marcaram-me até ao fim!
A saudade instala-se revestida de uma dor, revestida das mais lindas recordações. São assim principalmente os primeiros tempos. Inconformação, desalento, choro até às lágrimas ou até à vontade de gritar, ou até mesmo a raiva por aquilo que não se fez.

Mano, tu partis-te. Morri por dentro, mas ao mesmo tempo continuo aqui sem sentidos! Todas as noites, retido nos meus pensamentos, penso em ti e como seria ter-te agora comigo.

Hoje é um dia muito triste! É o dia em que completas os 4 anos fora de nós, mano! Tudo o que desejaria era poder ver-te uma ultima vez, poder-te abraçar e dizer a falta que fizeste na minha vida durante todos os dias passados sem ti.

Mas porque recordar é viver, também sei que não morres-te: Viverás sempre no coração daqueles que te amam!

.
.
.

Saudades infinitas!

domingo, 17 de abril de 2011

Reinventar-se

 


A vida é isso...

Cair e levantar! Mas não são todos que levantam... 

os que sabem viver!

segunda-feira, 28 de março de 2011

Que amizades?

Estar longe de casa, do nosso país, das nossas coisas, começamos a recordar os tempos que passamos, tantas coisas vividas e que, por opções de vida, mudamos o rumo dela!

Das principais lembranças, são sempre as situações passadas com pessoas que ganhamos amizade (ou quando éramos crianças e brincávamos todos juntos, ou daquelas pessoas que se criou amizade nos nossos tempos de escola, ou sei lá mais o que.... de todas as pessoas com quem vivemos e soubemos reservar no baú das lembranças).

Mas, agora dou-me ao direito de me perguntar: Que amizades?

Vivemos numa sociedade que a maioria das pessoas só se lembram dos amigos quando sentem necessidades deles por perto, quando precisam, quando são "obrigadas" a conviver contigo pois és a pessoa que tem por perto que melhor se sente ao seu lado. Elas gostam muito de ti, são as melhores pessoas para ti, mas quando encontram outros ambientes, quando se afastam, arranjam outros amigos.

E os amigos de infância?
Esses? Aqueles amigos passados?

Passaram ao esquecimento; arranjam novas pessoas quem os faça rir. Não precisam mais de nós, que, sempre as ajudamos, sempre que nos pediam ajuda, nós nos esforçávamos para os lhes dar o apoio que tanto esperavam de nós.

Agora?

Têm tudo isso, vivem com quem lhe diz um "olá" mas não se lembram de quem as fez conhecer o que é uma amizade, de quem as fez ser acarinhadas, de quem as fez rir em primeiro lugar. Desses elas já não precisam. Substituem.

"Obrigado enquanto me serviram"

domingo, 6 de março de 2011

Não adianta entrar na dança depois que a música parou...

É em dias como estes que penso o quanto a vida é tão curta; o pouco tempo que por cá andamos é insuficiente para estimarmos quem tanto amamos! E, ainda mais triste, é apercebermo-nos do tempo que desperdiçamos para tal gesto: acariciar!!!

Enquanto sonho com a utopia de tal dia, irei aguardar silenciosamente essa fonte de generosidade. Desejos há muitos! Verídico são apenas os bons e belos momentos que podemos chamar de nossos.

A melhor forma de fazer os sonhos virarem realidade é acordando, e aperceber quanto é a vida EFÉMERA....

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Seja fiel a si mesmo!

Estou exausto...!

Tenho os meus princípios de vida; conseguem eles destinguir-se entre a maioria de vós como algo psicopático, mas essa ainda é razão que dá força para continuar esta minha luta - ter auto-iniciativa, ser convicto em gostar de ser esta pessoa que alguns já conhecem um pouco as suas ideias!

Como cibernauta, tenho o gosto de conhecer e falar com pessoas não inteligentes, mas que sejam reais, gente com o mínimo de coragem para ser o que é, com todos os seus limites, dúvidas, erros, falhas, qualidades, defeitos, ideias, enfim, com todo o à vontade possível e não este desfile interminável de papas de internet, desgraçadinhos(as) possessos, amaldiçoados, niilistas dogmáticos!

Entendo perfeitamente que também façam parte deste mundo, mas hoje apeteceu-me mandar esta pedrada no charco!Se alguém se sentiu intimidado ou inibido com a opinião acima, temos paciência.

Ter medo de dizer asneira ou dizê-las em demasia também faz parte das deformações dos seres postiços que pela Internet vão aparecendo. O que torna elevadíssima a percentagem de cretinos de pessoas sem opinião própria.

Sinceramente? É triste!

Desafio-vos a serem o que realmente são, pois só e apenas só assim, conseguirão entender o fundamento de minhas palavras.

Seja fiel a si mesmo; senão, é mais facil iludir-nos e aos demias!
 
Esta e a minha visão da verdadeira "Palhaçada fastidiosa"

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Pensamento de um Louco....

Não podemos mudar quem somos porque assim não seremos mais nós; a personalidade é a essência do homem; não é possível muda-la, pois ela é natural, é real. Disfarçamo-la como se isso fosse algo que nos fizesse ser o que não se pode... O nosso "Eu" está dentro de nós - podemos querer mostrar tudo, mas só uma única coisa somos nós, e nem se dê ao trabalho de tentar mudar isso. Somos seres animalescos que lutam pela sobrevivência; não precisamos de mudanças, apenas de evolução!

"Abençoados são os vitoriosos, pois a vitória é a base do direito - amaldiçoados são os conquistados, pois eles serão vassalos para sempre!"