terça-feira, 15 de junho de 2010

Que mensagem tem esta imagem?




Há imagens que nos tocam, que nos prendem e que nos despertam um certo interesse. Esta não foi excepção... Uma imagem simplíssima, sem qualquer tipo de trabalhado, mas, revejo nela, um significado enorme. Sinto que incorpora uma espécie de metáfora.

Sou um indivíduo, que gosta de variar. Sempre a mesma rotina diária cansa... começo a perder o instinto de observar os mais inestimáveis pormenores. Lanço então aqui um desafio, a quem estiver agora mesmo a ler este texto.

Reflecte sobre a imagem que está precisamente neste momento a tua frente (a imagem dos patinhos), e diz o que ela te transmite, o porquê que transmite, e em que contexto esta imagem pode ser empregue!

Dêem asas a imaginação, e deixem a vossa mente pairar sobre a ela....

12 comentários:

Principe Encantado disse...

Seria por ele ser diferente em algo dos demais?
Abraços forte

Cubo Mágico disse...

@Principe Encantado
E podes relacionar isso com o quê?

Abraço principe

Cecília disse...

Kiduxo,acredito que a resposta se encontra na simplicidade da imagem.
Bjos
Ciça

Jackie Freitas disse...

Olá meu querido foffis!
Olha, vou te contar uma coisa e acho que tem relação com essa imagem. Eu sempre fui rotulada de "ovelha negra" em minha família. Sempre tive pensamentos contrários aos padrões (digamos assim) que a minha família julgava corretos a serem vividos. Isso porque eu sempre busquei uma felicidade própria, minha mesmo...uma auto-satisfação para comigo mesma, pois dessa forma, achava que seria mais verdadeira nas minhas ações e relações.Fugi do convencional. Não casei em igreja, pois nunca acreditei que precisasse do "aval" de uma sociedade preconceituosa para atestar a minha escolha e felicidade. Achei que ficaria ao lado de uma pessoa (até que a morte nos separe) se assim fosse de nossa comum vontade e não por causa de um papel. Trilhei por caminhos tortuosos, por opção, mesmo quando me diziam que não eram adequados, mas, afinal, sou eu quem preciso ver a luz no final do túnel, não é? De tudo que vivi, tirei maravilhas pessoais e que me fizeram forte o bastante para construir bases concretas...Fui na contra mão...Passados todos esses anos, hoje eu vivo uma vida "normal" e feliz, e sigo no meu caminho determinada. Ao contrário dos "valores" pregados, a ala que um dia me rotulou "ovelha negra", hoje vive em busca de respostas, pois se recusou a aceitá-las e preferiu ficar na zona do conforto do convencional. Não acho que estão errados, mas vejo que no final, tal como na foto, eu hoje sou colorida, definida em meu lugar...Não fico em cima do muro...já encontrei o meu caminho...
Deu para entender, meu querido? É mais ou menos como o ditado: "um dia você é a pedra e no outro a vidraça".
Grande beijo, Joel querido.
Jackie

estudiodezoito disse...

Quando vi a imagem me lembrei logo da história do patinho feio. Onde vemos que não importa se você é diferente, pois todos somo e de um jeito ou de outro um dia vamos mostrar a nossa beleza.

Giba disse...

Vamos lá a minha opinião...
O mundo contemporâneo, sustentado pelo marketing de massas, faz com que a população siga em cima do muro, por não terem opinioões próprias, e sempre na mesma direção, por não terem suas própias opiniões.
Quando se questiona um "patinho preto", sobre suas escolhas, ele lhe responde: "Todo mundo gosta, todo mundo faz, é o que todos usam, é o certo, por que só eu serei diferente?"
Em minha visão metafórica, o grupo de patinhos pretos representa o povo, que vive como dita a sociedade e a moda, fazendo com que boa parte de sua indidualidade seja jogada no lixo e substituida por padrões pré existentes.
Todos estão em cima do muro, ou seja, suas opiniões não importa, o que importa é manter as aparências.
Estão todos na mesma direção, pois a sociedade indica esta direção, o governo indica esta direção, a moda indica esta direção, a igreja indica esta direção, a novela indica esta direção.
O patinho amarelo é o que pensa, que tenta argumentar, que tenta trazer os outros a luz da razão, mas os outros não lhe dão atenção, pois sentem medo de ter que enfrentar as consequências de seus atos.
No futuro, o patinho amarelo será o Pato que governa, ou o Pato que é lider religioso e conduzirá os outros, ou será o Pato artista que terá suas canções cantaroladas por milhares de fâs que nunca entenderão o que ele quiz dizer com aquela letra, ou quem sabe, será o Nerd que criou o algorítimo que foi o sucesso da Gigante Google.
Enquanto isso, os patinhos pretos continuarão indo a igreja sem questionar, continuarão assistindo programas de auditório aos domingos e continuarão a se comportar conforme a maioria se comporta, apenas para não parecer diferente.
O restante esta bem descrito no ótimo comentário da jackief.
Um grande abraço
Giba

Giseti disse...

Joel,

Teoricamente poderia dizer que a imagem está associada a preconceito! Mas, como gosto de ver o mundo com outros olhos, lhe direi que a imagem está associada a alteridade, ou pelo menos a tentativa de colocá-la em prática.

"Ou aprendemos a viver como irmãos, ou vamos morrer juntos como idiotas" (Martin Luther King)

Abraços,

Giseti.

Mr.Jones disse...

No meu ponto de vista, é um pintinho tarado olhando embaixo das penas das morenas.

:)

abçs

Marcos Airosa disse...

Diferenças, para mim esta relacionado a isto.Temos que respeitar a todos como são, raça, pensamentos, opiniões e tudo mais. abraço.

Sissym disse...

O patinho amarelo, o feio teoricamente, estava olhando através. O que havia do outro lado. Enquanto a caravaninha de cabeça baixa seguia em frente. Se reparar, o amarelo não olhava os pretos, tão pouco estes a ele. Acredito que o amarelo estava pensando em como mudar de vida, mudar de lado.

Aíííí mergulho no que a Jackie disse, de ser diferente, de fazer a diferença e eu me encaixo um tanto no que ela diz e no que ainda sonho para mim. Fazer a diferença.

AmoJoias disse...

Oiii quanta coisa boa e que imagem perfeita e instigante!!!
ameii o post
bjinhus

Expedito(profex) disse...

Em princípio vi apenas um pintinho que se sentiu inseguro ao ver os outros da mesma ninhada se afastando.
Tudo o mais que disser serão ilações filosóficas. Alguém ajude o coitadinho...-Profex