quarta-feira, 7 de abril de 2010

Uma vida; a minha forma de vida!!!


Uma coisa são os valores de cada um, outra coisas são os valores que aplicamos quando englobamos alguém nas nossas vidas. Valores "errados", ou melhor dizendo, talvez não tão de acordo com os valores da pessoa que amamos, podem trazer-nos consequências emocionais e sentimentais desastrosas - precisamos escolher qual o rumo a tomar, que medidas têm de ser feitas para não ferir quem gostamos, MAS também nunca podemos passar por cima do nosso mínimo exigido para a vida que queremos levar.

Temos as nossas preferências em relação ao tempo. É ele que nos acompanha a toda a hora, e portanto, precisamos fazer bom uso dele; não desperdiçar esse nosso grande amigo que nos deixa viver.

O passado condiciona mas nunca nos podemos prender ao passado como se fosse uma consequência firme para o presente; o presente desafia levando-nos ao bom ou mau que o futuro nos pode revelar; o futuro interroga, mas nunca podemos deixar que o vivemos no passado nos perturbe: afinal, até onde quero ir?

2 comentários:

arte-e-manhas-arte disse...

Viver é uma eterna descoberta. O passado é importante porque lá criamos raízes. Mas o presente não é estático e tem que ser vivido de harmonia com o passado e com os nossos anseios.

Abraços
Luísa

Mr.Jones disse...

um texto tão complexo e ao mesmo tempo de fácil coerência, que me lembrou alguem. ahahaha
Mas como seu perfil diz 'um cubo mágico", entao pode surpreender...Melhor ficar sendo mistério msmo.
abçs