quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

As palavras de amor... que prenunciei

As palavras de amor...

...que prenunciei para ti sempre tiveram outro destinatário. Esses teus olhos que me estremeciam a alma nunca eram de uma só pessoa. O sorriso dos teus lábios era para alguém que não eu. Dentro de ti, o teu coração batia diferente dentro dos meus ouvidos. As promessas que fizeste eram ditas num contracto que nunca assinaste. Foste a princesa de uma história inacabada!

Olho para ti, e já não ouço o teu coração dentro dos meus ouvidos, nem o meu coração dentro de mim. Há uma nuvem entre nós que já não me deixa ver os teus olhos que não são teus. As promessas de outrora são agora pedaços de ilusão, de mentiras, promessas de um amor eterno.

Mas sorrio... Triste sorriso... Quantas vezes o sorriso é o esconder de um aglomerado de lágrimas?

Escondo...
...atrás de um sorriso
As lágrimas que querem correr!
Como o sei.... como o sinto....

3 comentários:

Principe Encantado disse...

Sabe amigo as lágrimas são melhores entendedoras do amor que o sorriso. Belos texto.
Amigão.
Abraços forte

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Adorei!

Jackie Freitas disse...

Olá meu quiduxo lindo e querido!
Nossa, meu querido! Quanto sentimento há por trás de cada palavra, hein? Espero que a nuvem se dissipe e que os olhos voltem a olhar com o sorriso que sempre fez o seu coração bater descompassado e apaixonado!
Tudo é fase e algumas vezes é na dor da distância que nos aproximamos de nós mesmos!
Grande beijo, meu querido!
Jackie